Insegurança, a inimiga dos grandes desafios
07/04/2017

É comum se sentir inseguro perante mudanças e desafios. A falta de autoconfiança pode ser a pior inimiga para o êxito. Dúvidas sobre a própria capacidade, o medo diante do desconhecido e até mesmo a autodepreciação acabam se transformando em um ciclo vicioso, que sempre impedem de seguir adiante e obter sucesso.
Professor de Técnicas de Estudo e especialista em concursos públicos, Charles Peterson conta que acreditar em si próprio é o primeiro passo para a realização. Ele confessa que é procurado diariamente por seus alunos por conta da falta de autoconfiança. “É uma matemática simples: a baixa de autoconfiança se torna autodestrutiva, negativa. E quando nos tornamos confiantes, acreditamos em nós mesmos, em nossas habilidades, nos tornamos positivos. Nós sabotamos nossa autoconfiança e temos medo de confiar em nós mesmos. Mas a autoconfiança pode ser trabalhada, construída e consolidada. É um esforço que vale a pena, pois faz toda a diferença na vida”, explica o professor.
O especialista revela uma abordagem que utiliza frequentemente com seus alunos. Charles pergunta se essa insegurança é apenas em relação à prova ou concurso, ou também funciona assim em outras áreas da vida. Geralmente a resposta mais comum é que a insegurança está presente em diversas áreas. No que isso tudo tem valor? Charles explica. “Eles relatam que essa insegurança em iniciar a jornada de estudar para um concurso público existe porque é algo desconhecido no início. É como dirigir um carro: no início a insegurança reina. Mas com o tempo as coisas mudam”, explica Charles, que acrescenta, “A confiança vai crescendo gradualmente, à medida que o indivíduo enxerga que é capaz, que aquilo pode dar certo, aos poucos se torna natural e conquista a confiança no que antes temia”.
Essa analogia se encaixa perfeitamente no processo de conquistar ou aumentar a autoconfiança para qualquer desafio. “A segurança vem com a prática, com a tentativa, o erro e com a preparação. A pergunta que deve ser feita é: Como eu posso confirmar que estou dominando tal situação? É por meio de provas? Testes? Então é exatamente nesse ponto que é importante dedicar a sua atenção”, aconselha o professor. Charles ainda acrescenta que,​ dominando a situação, você se torna autoconfiante.
​A eficácia e a autoestima são fatores que contribuem para o aumento da autoconfiança. ​​”A eficácia é justamente a capacidade de gerar resultados, por meio de ações concretas. Essa habilidade só é aprendida quando trabalhamos duro nesse desafio, até conseguirmos. E a autoestima, fundamental em todos os aspectos, está em valorizar e confiar em si próprio, acreditando na própria capacidade”, relata o especialista.
Charles ainda conta que aconselha sempre seus alunos a registrarem o que já alcançaram e também o que é importante para eles, ou seja, onde eles pretendem chegar. Botar as metas e os passos já conquistados no papel trás, além de confiança, motivação. Ele também ressalta a importância de saber seus pontos fortes e explorá-los. “Para muitos pode ser difícil encontrar pontos fortes, porém tente até conseguir, porque isso está diretamente ligado com o fortalecimento da sua autoestima”, conclui o especialista. A prática, a tentativa, refazer aquilo que te demonstra estar conseguindo sucesso, pouco a pouco, traz a segurança necessária.